Conhecedor de Ventos

Conhecedor de Ventos

1987

De acordo com um dos paratextos da obra, assinado por Carlos de Sousa, este livro é de um "poeta que aceitou o repto mais violento e urgente que se coloca ao Homem de hoje: a fidelidade à vida. É um alerta de um conhecedor de ventos, lúcido e corajoso, contra o caos e a destruição".

Porto|Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto

 

Comentários
sem comentários adicionados...

Adicionar comentário
Todos os campos são de preenchimento obrigatório






Página Literária do Porto © todos os direitos reservados
design e implementação | Tiago Cruz