Doidos e Amantes

Doidos e Amantes

2005

Refundindo o romance-folhetim O Mistério da Légua da Póvoa, a autora aplica o tom aforístico e o interesse por personagens femininas enigmáticas que a caracterizam à análise, com recurso a documentos históricos e a abordagens psicanalíticas, do caso de Maria Adelaide Coelho da Cunha, dada como louca após um episódio de fuga passional que agitou o país no princípio do século XX.

Lisboa|Guimarães

 

Comentários
sem comentários adicionados...

Adicionar comentário
Todos os campos são de preenchimento obrigatório






Página Literária do Porto © todos os direitos reservados
design e implementação | Tiago Cruz